BRASIL VAI RETOMAR EXPORTAÇÕES DE GADO PARA A JORDÂNIA

25/05/2016

Decisão foi comunicada ao ministério durante reunião da OIE em Paris
A Jordânia anunciou a retomada da compra de gado vivo brasileiro. A decisão foi divulgada num encontro bilateral, durante a 84ª Reunião Sessão Geral da Assembleia de Delegados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que ocorre em Paris até sexta-feira (27). O delegado jordaniano Munther Al-Refai comunicou o fim do embargo ao diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques, que representa o Brasil na reunião de delegados da OIE.
A Jordânia suspendeu as exportações de gado no início deste ano, quando o Brasil registrou casos de língua azul em ovinos no Rio Grande do Sul. Essa doença é causada por um vírus transmitido pelo chamado “mosquito pólvora”. Em bovinos, os principais sintomas são perda de peso, queda na produção leiteira, aborto e perda de bezerros por má formação. Nenhum caso de língua azul em bovinos foi registrado no país.
De 2011 a 2014, a Jordânia importou mais de 90 mil animais do Brasil (Sílvio Ávila/Mapa)
Segundo Guilherme Marques, as ocorrências da doença no Brasil são esporádicas e restritas em pequenos grupos de ovinos e veados e nunca foi diagnosticada em bovinos. “É uma doença de notificação obrigatória e combatida pelo Mapa por meio da vigilância agropecuária e controle de importação de ruminantes e material genético.\'\'
Para reabrir o mercado, o Mapa forneceu uma série de informações sobre a situação epidemiológica da doença ao governo da Jordânia e enviou ao país uma equipe de veterinários para prestar esclarecimentos detalhados.
O país é um dos principais mercados importadores de gado brasileiro. De 2011 a 2014, mais de 90 mil animais foram comprados pela Jordânia.

Mais informações à imprensa:
Assessoria de comunicação social
Viviane Novaes
viviane.novaes@agricultura.gov.br





Brazilian Cattle © 2015 | Todos os direiros reservados | Créditos e Expediente
Fotos: Carlos Lopes, Fábio Fatori, Gustavo Migueol, Humberto Catão, Jadir Bison, JM Matos, Maurício Farias, Ney Braga, Rubens Ferreira, Zezinho Peres e arquivo ABCZ.
A reprodução total ou parcial do conteudo deste site, requer autorização prévia do Brazilian Cattle