As raças zebuínas nasceram para ser geneticamente melhoradas no Brasil e agora estão prontas para atender todas as demandas da pecuária mundial. O rebanho bovino do Brasil já passou de 210 milhões de cabeças e mais de 80% desse volume são constituídos de animais com genética zebu. As associações que representam os selecionadores das raças zebuínas desenvolvem estudos e promovem as raças em todo o mundo. Os animais zebuínos brasileiros são eficientes a pasto ou em confinamento, e por isso indicados aos mais diversos modelos de manejo. As oito raças zebuínas presentes no Projeto Brazilian Cattle são extremamente eficientes e mostram todo seu potencial de produção de carne e leite com viabilidade econômica e sustentabilidade ambiental.